Deixem aqui os vossos comentários

quinta-feira, abril 30, 2009

Beijar teus olhos



Beijar teus olhos será morrer pela esperança.

Ver no aro de fogo de uma entrega

tua carne de vinho roçada pelo espírito de Deus

será criar-te para luz dos meus pulsos e instante

do meu perpétuo instante.



- Eu devo rasgar minha face para que a tua

se encha de um minuto sobrenatural,

devo murmurar cada coisa do mundo

até que sejas o incêndio da minha voz.





Herberto Helder


3 comentários:

QuemSouEu disse...

Fechamos os olhos e saboreamos a leveza de algo assim tão belo demorando a recuperar o fôlego...

Obrigado Lena.

Állyssen disse...

É lindo...

vidaarteepoesia disse...

Lindo!